Sindicato Nacional da Indústria de Produtos de Cimento

Sindicato da Indústria de Produtos de Cimento do Estado de São Paulo

Menu

Informativo Online -

03.12.19 | Ed. 561 | 13º CONSTRUBUSINESS


 



NO CONSTRUBUSINESS, VICE-PRESIDENTE MOURÃO ACEITA SUGESTÃO DA FIESP: GRUPO DE TRABALHO PARA RETOMAR OBRAS PARADAS


Com o objetivo de retomar obras paralisadas e também impulsionar o desenvolvimento do país, o vice-presidente Mourão concordou com sugestão feita pela indústria paulista

Aconteceu ontem (02/12) na Sede da Fiesp o 13º Congresso Brasileiro da Construção (ConstruBusiness). José Carlos de Oliveira Lima, Presidente do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos de Cimento (SINAPROCIM), vice-presidente da Fiesp e presidente do Conselho Superior da Indústria da Construção, iniciou sua apresentação ressaltando a presença do vice-presidente da República, General Hamilton Mourão.

“É uma honra e um prazer receber um líder como o General. Precisamos fortalecer junto aos governos a confiança dos empresários do setor e caminhar de forma criativa, planejada e sustentável. Tenho certeza que as nossas palavras irão ecoar dentro do Governo para a retomada do desenvolvimento do nosso Brasil”.

 

 

José Carlos de Oliveira Lima, lembrou que as entidades que representam a indústria também criaram, por meio do Senai-SP, o curso on-line gratuito Desvendando o BIM, com o objetivo de apresentar a metodologia BIM (Modelo da Informação da Construção), sua influência, requisitos e benefícios para a cadeia de construção civil, que pode ser consultado neste link.

Na oportunidade Oliveira Lima perguntou a platéia: ”qual a moeda de maior valor?” Diante do silêncio total, ele respondeu: “É o tempo! Pois o tempo está
acabando com o Brasil motivado por essas obras paralisadas”
(cerca de 14 mil).

 

 

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, afirmou que o setor é um dos motores do desenvolvimento do país e acrescentou o fato de o governo estar comprometido com a criação de ambiente mais favorável para os negócios. “Sabemos que empreender é um desafio, mas temos trabalhado para retirar o peso das costas de quem investe e produz neste país, que são vocês, os que conhecem tão bem as dificuldades oriundas de ambiente burocrático e com baixo dinamismo econômico”, enfatizou.

Mourão foi precedido em sua fala pelo presidente da Fiesp/Ciesp, Paulo Skaf, que cumprimentou as lideranças empresariais, o vice-presidente e demais representantes do governo presentes à solenidade nesta segunda-feira (2/12), no Teatro do Sesi-SP. Skaf agradeceu a presença do vice-presidente ao prestigiar esse importante evento do setor da construção civil: “o governo [federal] herdou um problema, mas que também representa grande oportunidade. Esse governo é correto, tem enfrentado e realizado avanços importantes e age de forma corajosa para resolver os problemas que atrapalham o desenvolvimento do Brasil”. O presidente da Fiesp reforçou a necessidade de se dar continuidade às reformas estruturais do país, além de resolver as obras paradas e essenciais para São Paulo, como estações do Metrô e monotrilhos.

 


José Carlos de Oliveira Lima, Paulo Skaf e Eduardo Auricchio entregam o estudo para o Vice Presidente Hamilton Mourão

 

A proposta de criação de um grupo de trabalho para que o governo analise a viabilidade de retomada e finalização de obras paradas, tema do estudo técnico apresentado durante o ConstruBusiness, foi aceita pelo general Mourão. Ele afirmou que formará o grupo com o compromisso do governo fazer todo o possível para atender à solicitação. “Precisamos trazer o parceiro privado para compor esforços com o setor público. A solução dos problemas passa pelas parcerias. E o ambiente já começou a mudar. Temos a menor taxa de inflação desde 1998. Esperamos criar mais de 4 milhões de empregos nos próximos três anos e estamos ajustando as contas públicas e restabelecendo a confiança a fim de que o investidor venha para cá e possamos retomar o crescimento”, contextualizou o vice-presidente.

 


Empresarios da cadeia produtiva lotaram o teatro da Fiesp.

 

O diretor do Departamento da Indústria da Construção da Fiesp (Deconcic), Carlos Eduardo Auricchio, propôs ações da indústria durante a abertura do evento e apresentou dados estatísticos e os impactos da paralisação de obras na economia. Foi anunciado o lançamento de um site de monitoramento, o portal Radar Brasil, Monitoramento de Obras Públicas, contendo análise periódica de investimentos por setor e cases específicos de grandes obras emblemáticas. O portal (radarbrasil.fiesp.com.br) também informa a evolução física e financeira de empreendimentos em diversas áreas, a partir de dados oficiais abertos ao público

 

Clique aqui para fazer o download do estudo

Fonte: Agência Indusnet Fiesp / Sinaprocim/Sinprocim

 


|

03.12.19

ID: 120319

SINAPROCIM / SINPROCIM
(11) 3149.4040 FAX: (11) 3149.4049 Av. Paulista, 1313 10º andar - Cj. 1070 01311-923 - São Paulo/SP
Para garantir que nossos informativos cheguem em sua caixa de entrada, adicione o e-mail online@sinaprocim.com.br ao seu catálogo de endereços. O Sinaprocim/Sinprocim respeita a sua privacidade e& é contra o spam na rede. Se você não deseja mais receber nossos e-mails, Cancele sua inscrição aqui.